É possível sim.

Acredite! ♥
Mesmo no fundo do poço você pode ver estrelas...

Se você, por acaso, cair em um poço durante o dia, olhe para o céu e, em alguns instantes, será capaz de enxergar as estrelas.Você pode não acreditar,mas isso é um fenômeno cientificamente provado. O próprio poço,na sua densa escuridão,fará com que você enxergue além do que é permitido ver à luz do dia.Se você se encontrar em tribulação,em sofrimento,em um poço escuro,olhe para o Senhor Jesus!Você,então,começará a ver o que não via antes;perceberá que há proveito na tribulação,perceberá que,mesmo ocultamente,o Senhor está ali com você.Se o Senhor permitir que você caia em um poço,não se desespere.
Ali você poderá ver as estrelas enquanto aguarda o livramento de Deus."(Editora Árvore da Vida)

Pesquisar este blog

Fortalecidos no Senhor.



Que o Senhor Jesus abençoe seu dia.
Que Sua paz habite em seu coração.

É só se deleitar em Deus.


Quando nosso coração se deleita no Senhor as coisas acontecem.
Tudo é questão de confiar.
Pertencemos ao Deus de amor,que nos sustenta e sempre cuida de nós.

Recadinhos abençoados...

















Zelo.


Nas coisas em que todo o povo de Deus concorda gastarei meu zelo; quanto às outras coisas acerca das quais muitos divergem, andarei de acordo com a luz que Deus me tem dado, e creio com todo amor que os outros farão o mesmo.(Phillip Henry)


O Melhor Alimento...



"Um homem é feito daquilo que ele se alimenta e, para a melhor idade adulta, você precisa da melhor comida. Enquanto o bicho da seda tem a sua seda colorida pelas folhas de que se alimenta, se fôssemos nos alimentar de Cristo, e nada mais do que Cristo, seríamos santos, humildes e mansos ou, numa palavra, seríamos perfeitos como Ele é " CH Spurgeon

Aos Pais.

Watchman Nee testificou, acerca de John Wesley, que dificilmente virá a existir, no futuro, um cristão que o exceda nas mãos do Senhor. De fato, o segredo do frutífero ministério de Wesley estava nos momentos freqüentes de comunhão que ele mantinha com o Senhor, a qual, segundo declarou um amigo, alterava o seu rosto até quase brilhar quando Wesley saía do quarto de oração. Por trás desse homem tão usado por Deus, contudo, está também a figura de sua mãe, Susan Wesley. Sendo a vigésima quarta filha de um casal cristão, Susan criou-se em meio a sofrimentos, sendo acostumada e acostumando depois os próprios filhos a terem o hábito da oração e meditação nas Escrituras. Tal era a sede dessa irmã por Cristo que ela assim testemunhou:
"Mesmo nos dias em que me comporto bem, não fico ainda contente, pois não desfruto muito de Deus; sei, nesses dias, que me conservo demasiado longe Dele e só anseio, então, ter a alma mais intimamente ligada a Cristo." 
Sabe-se que, quando o marido viajava, e Susan, com o coração inflamado, tinha de assumir a direção das reuniões matinais de oração em sua casa, a vizinhança acorria, até lotar o lugar com trinta ou quarenta pessoas. Susan orou certa vez deste modo ao Senhor quando seu filho John foi salvo de um incêndio:
 "Senhor, esforçar-me-ei mais definitivamente em prol dessa criança, a qual salvaste tão misericordiosamente. Procurarei transmitir-lhe fielmente os princípios da Tua virtude. Senhor, dá-me a graça necessária para fazer isso sincera e sabiamente. Abençoa meus esforços com grande êxito." 

Sem dúvida, sua oração foi ouvida, e seus labores, mais que honrados por Deus. Como disse certo biógrafo, a história das muitas conversões do século XVIII na Inglaterra não pode ser contada sem se atribuir parte da herança merecida à mãe de John e Charles Wesley.
EDITORA ÁRVORE DA VIDA/Todos os direitos reservados.

O que Deus uniu.


Alguns cônjuges costumam se queixar a Deus, dizendo: "Senhor, antes de me casar eu orei tanto! Por fim, Tu me disseste que era Tua vontade que me casasse com essa pessoa, que ela era a que tinhas preparado para mim. Senhor, pela Tua soberania, Tu providenciaste para que nos uníssemos. Mas olha para a situação atual. Olha para essa pessoa que Tu me deste. Afinal, Tu erraste ou eu errei?"
    Nem o Senhor nem você erraram. Esse é o teste do Senhor. Nada acontece aos filhos de Deus sem Sua permissão soberana. Sabemos que todas as coisas cooperam para o bem dos que amam a Deus (Romanos 8:28). Por isso devemos aprender que todo casamento sob a soberania de Deus é correto. 

Aqueles que não reconhecem isso, após alguns anos de casados, concluem que cometeram um erro e que, se pudessem fazê-lo de novo, o fariam diferentemente. Podemos assegurar-lhe que, mesmo se pudesse fazer de novo muitas vezes, você ainda não se sentiria realizado. Quase todos aqueles que estão para se casar sentem que fizeram a escolha certa, mas após algum tempo de relacionamento conjugal, pensarão que cometeram um erro. A razão para isso é que Deus usa a vida matrimonial como mais um teste para nós. Se aproveitarmos cada teste e virmos, em cada um deles, uma oportunidade para nos aproximarmos mais do Senhor e desfrutarmos Sua graça, nossa vida matrimonial será profunda e rica em experiências com Ele.

EDITORA ÁRVORE DA VIDA/Todos os direitos reservados.