O Imensurável Amor de CRISTO.


 Andar de modo digno do chamamento (Ef 4:1-3)

E assim habite Cristo nos vossos corações, pela fé, estando vós arraigados e alicerçados em amor, a fim de poderdes compreender, com todos os santos, qual é a largura, e o comprimento, e a altura, e a profundidade e conhecer o amor de Cristo, que excede todo entendimento, para que sejais tomados de toda a plenitude de Deus (Ef 3:17-19).



Efésios 3 nos mostra outra oração do apóstolo Paulo: “Por esta causa, me ponho de joelhos diante do Pai, de quem toma o nome toda família, tanto no céu como sobre a terra, para que, segundo a riqueza da sua glória, vos conceda que sejais fortalecidos com poder, mediante o seu Espírito no homem interior; e, assim, habite Cristo no vosso coração, pela fé, estando vós arraigados e alicerçados em amor, a fim de poderdes compreender, com todos os santos, qual é a largura, e o comprimento, e a altura, e a profundidade” (vs. 14-18).
Essa oração é para que conheçamos o ilimitado amor de Cristo, que excede todo entendimento, e desfrutemos suas medidas imensuráveis: largura, comprimento, altura e profundidade (vs. 17-18). Quem consegue dizer qual é a extensão do comprimento? Quem pode afirmar qual é a dimensão da largura? Ou ainda a medida da altura e a proporção da profundidade? Por isso o amor de Cristo excede todo o entendimento (v. 19).
Graças ao Senhor! Embora Seu amor seja imensurável e exceda todo o conhecimento, podemos desfrutá-lo com todos os irmãos (v. 18). E não apenas isso, podemos ser tomados de toda a plenitude de Deus, isto é, podemos ser enchidos de Deus (v. 19). No versículo 20 lemos: “Ora, àquele que é poderoso para fazer infinitamente mais do que tudo quanto pedimos ou pensamos, conforme o seu poder que opera em nós”. Mesmo que não consigamos pedir tudo quando o Senhor tem para nós, nem sejamos capazes de pensar em tudo o que Ele nos quer dispensar, Ele é poderoso para fazer infinitamente mais.
Assim vemos que as bênçãos espirituais que desfrutamos por meio do dispensar de Deus a nós, tais como a escolha e predestinação do Pai, a redenção e o encabeçar do Filho e o selar e o penhor do Espírito, mencionados no capítulo um, tornam-se nossa experiência por meio do amor no capítulo três. Igualmente a salvação descrita no capítulo dois tem por objetivo que conheçamos, experimentemos e desfrutemos esse ilimitado amor mencionado no capítulo três, até que sejamos tomados, isto é, enchidos completamente da plenitude de Deus. Não éramos dignos de Seu amor, mas Ele quis dá-lo a nós. É esse amor que devemos viver na igreja. Individualmente jamais poderemos conhecê-lo ou prová-lo, mas com todos os santos esse amor é nossa porção. Aleluia!

Alimento Diário

5 comentários:

  1. Eu vim seguindo minha amiga,Nal!
    Que DEUS te abençoe.Seu blog é fantástico!
    Muito abençoado!!!

    ResponderExcluir
  2. Rebeca,fiquei muito feliz com a sua chegada e com a chegada da irmã,Nal.
    Que bom que vc gostou,Volte mais vezes!
    JESUS É O SENHOR!!

    ResponderExcluir
  3. Bela mensagem de Deus para nós nos trouxe seu blog, com certeza, as bençãos espirituais é e sempre será o nosso foco, pois é conquistando-as que se abrirão as janelas dos céus sobre nós de tal forma que teremos pedir redes emprestadas para suportar tantas bençãos....entenderam!
    Fique na paz, parabéns pelo blog!

    ResponderExcluir
  4. Edu,precioso de DEUS.
    Amém por palavras tão sábias.
    Concordo com o irmão.E não podemos nos esquecer que a nossa Maior Benção e SER FILHOS DE DEUS.
    Isso é uma Honra e um privilégio para nós.Quando estamos em Cristo todas Suas benção nos alcançam.Não precisamos ir atrás delas são elas que vem até nós.
    Louvado seja o Nosso Amado SENHOR por isso.
    JESU É O SENHOR!!!

    ResponderExcluir
  5. Esta mensagem é maravilhosa e muito edificante. Parabéns pelo seu blog, que muitos sejam alcançados através das suas mensagens e que todos possam tocar nesse amor de Deus,que é realmente imensurável.

    ResponderExcluir