A Decisão...



Existem poucas ocasiões durante o ano em que as pessoas tornam-se reflexivas. A grande maioria” anda muito ocupada com suas coisas, seu trabalho,seus estudos,seu futuro.
Na realidade, as grandes decisões são tomadas de uma maneira apressada.Por isso, mais tarde, há muita decepção e perda de tempo. 
Consideremos quais são as grandes decisões em nossa vida. 
Poderíamos listar algumas delas, por exemplo: a profissão, o casamento, ter ou não filhos, o lugar onde morar etc. É muito provável que essas questões sejam comuns à maior parte das pessoas. Sem dúvida, uma escolha errada poderá trazer sérias conseqüências para seu futuro. Imagine se tiver que passar a vida toda trabalhando sem motivação, por mera rotina ou necessidade de sobrevivência. 
Quantos não estão amargurando uma vida matrimonial de aparência, onde a convivência entre os cônjuges é apenas uma luta desesperada contra a condenação da consciência e dos filhos! 
Não são poucos os que estão simplesmente desorientados em relação aos filhos, não sabem o que fazer e até mesmo gostariam de vê-tos longe para ter um pouco de sossego. Outros, vivem sonhando em mudar para uma casa melhor, um lugar maior, mais seguro e com mais paz. O problema mais duro é não ter mais tempo de voltar atrás para reparar os erros cometidos. 
Esses temas são importantes,porém há outro mais crucial ainda. Não podemos escapar de uma séria decisão que vai  acompanhar-nos por toda a eternidade: você já se arrependeu e creu no evangelho? Sem dúvida, a profissão, o casamento, os filhos e nossa moradia são significativos e exigem nossa maior atenção; no entanto, esses itens estão relacionados apenas com nosso futuro na terra, mas, e depois, o que ocorrerá? Precisamos considerar essa questão fundamental. Quanto tempo temos dedicado a esse tema tão crítico, que definirá nossa vida após a morte? Muitos se contentam em fazer caridade e confraternizações, que têm sua origem e fundamento no benefício próprio e na subversão da consciência em vez de buscar a verdadéira realidade do conhecimento e da experiência do Deus único. Não é possível encontrar Deus em coisas projetadas pela mente humana. É verdade que Ele é onipresente, mas se você deseja conhecê-Lo, é necessário ir a Cristo. Deus está em Cristo: “Eu sou o caminho, e a verdade e a vida, ninguém vem ao Pai senão por mim.”(João 14:6). 
Aproveite seu tempo para considerar um pouco mais sobre sua vida, O que será que está faltando? Pense um pouco! Arrepender-se e crer não é apenas um pedido, mas é uma ordem de Deus para todos os homens (Marcos 1 :15). Temos de mudar de direção.Os que vivem sem Deus não podem continuar como se isso não tivesse qualquer importância no futuro. Essa decisão é vital e, até mesmo, fatal. Não podemos errar! Se você escolher Deus, o seu futuro será cheio de vida, porque Deus é a própria vida eterna, incriada e indestrutível.  Porém, se você rejeitar a Deus, sem dúvida, mais cedo ou mais tarde, isso será fatal! 
É tempo de escolher…Escolha DEUS.
E se você já tem o Senhor,já entregou à Ele sua vida,seus dias,seus caminhos é certo que você tem vividos dias cheios de vida e prazer,mas se não tem sido assim,não creia no que você está vivendo ou sentindo…VIVA PELA FÉ!
Pela fé creia,pois tudo é possível ao que crê.
Fonte: Folheto de evangelização Árvore da vida

Um comentário:

  1. Seu blog tem muitas palavras positivas. Gostei demais! :)

    Seguindo,
    http://oestranhomundodeisa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir