A parábola do peixe e da minhoca


Autor: L. Roberto Silvado


Conta-se a história de um peixe que nadava sossegado no fundo do rio. Qual não foi a sua surpresa quando uma minhoca muito atraente apareceu de repente à sua frente. “Minhocas não nadam” pensou ele. Atraído pelo movimento da minhoca o senhor peixe resolveu abocanhá-la. E num pulo só, vapt, a minhoca estava na sua boca.

“Ui! O que é isto?” pensou o peixe ao sentir alguma coisa espetar a sua boca. Qual não foi a sua surpresa ao descobrir um anzol fisgado à sua boca. Desesperado o peixe falou: “Como pode uma minhoca tão gostosa vir acompanhada por um anzol!!”

Moral da história:

O peixe abocanhou a minhoca apetitosa mas descobriu que estava com a boca cheia de morte!
Essa história nos ensina a lição do cuidado que devemos tomar quanto ao que ouvimos, vemos e recebemos, seja em conversas particulares, seja por meio da internet (e-mails ou redes sociais). Pode parecer uma deliciosa "minhoca", mas contém o anzol da morte.

Sejamos os animais limpos que têm unhas fendidas e o casco dividido, significando discernimento.
( Lv 11:1-8)

Fonte:http://estanciaarvoredavida.com.br/?tag=peixe

Nenhum comentário:

Postar um comentário