ESTRELAS NO POÇO ♥




Acredite!
Mesmo no fundo do poço você pode ver estrelas...

Se você, por acaso, cair em um poço durante o dia, olhe para o céu e, em alguns instantes, será capaz de enxergar as estrelas.Você pode não acreditar,mas isso é um fenômeno cientificamente provado. O próprio poço,na sua densa escuridão,fará com que você enxergue além do que é permitido ver à luz do dia.Se você se encontrar em tribulação,em sofrimento,em um poço escuro,olhe para o Senhor Jesus!Você,então,começará a ver o que não via antes;perceberá que há proveito na tribulação,perceberá que,mesmo ocultamente,o Senhor está ali com você.Se o Senhor permitir que você caia em um poço,não se desespere.
Ali você poderá ver as estrelas enquanto aguarda o livramento de Deus."(Editora Árvore da Vida)

O que você procura?

A participação de todos na Edificação.



“A quem Neemias chamou para fazer a obra de reedificação dos muros? Não vemos aqui nenhum pedreiro, carpinteiro ou engenheiro. Não havia nenhum especialista em construções. Para surpresa nossa, participaram sacerdotes, levitas, nobres, servos, ourives, perfumistas, mercadores, seus filhos e suas filhas (cap. 3). As pessoas menos indicadas para uma obra tão importante foram as responsáveis pela restauração dos muros. Esse quadro é muito belo!

Deus quer demonstrar aqui que todos os Seus filhos, sem exceção, especialmente os que se consideram pequenos, desprezados e incapazes, são indispensáveis e importantes na edificação de Sua igreja. A igreja não é edificada por um grupo seleto de pessoas; ela é edificada por todos os seus membros, pois todos são importantes. Todos têm participação comum nessa grande tarefa. Ao chamar-nos para Ele, Deus colocou sobre cada um de nós uma incumbência e responsabilidade a cumprir nessa edificação. Se rejeitamos esta responsabilidade, estaremos abrindo uma brecha por onde o inimigo poderá entrar. Veja que cada um edificou a porção do muro que lhe cabia. O somatório da execução de cada parte resultou na conclusão de toda a edificação.

Nessa edificação percebemos alguns aspectos importantes. Primeiro, havia cooperação e coordenação entre todos. Há vários versículos que dizem ‘junto a ele’ ou ‘ao seu lado’. Isso representa cooperação e coordenação. Segundo, havia continuidade na edificação. Várias vezes é citado ‘depois dele’. Na edificação da igreja não há lugar para individualismo. Fazemos tudo em coordenação e em continuidade. Terceiro, cada qual edificou a porção defronte da própria casa. Isso representa a importância de dar atenção à situação espiritual de nossa casa, edificando-a na Palavra e no ensino. A edificação da igreja começa dentro de nossa própria casa, com nosso cônjuge, filhos e filhas. Famílias normais e fortes produzem uma igreja normal e forte. Portanto, é grande a nossa responsabilidade de edificar a porção do muro ‘defronte da nossa casa’.

Toda a edificação foi feita num clima de unanimidade e harmonia. Todos tiveram igual participação, e todos foram responsáveis, cada um por sua porção. Para que eram os muros? Para guardar a cidade do ataque de inimigos, a fim de preservar a unidade. Portanto, vemos que isso não é tarefa de apenas alguns irmãos que estão na liderança, mas de todos nós. Todos nós precisamos vigiar e guardar os limites da igreja contra qualquer investida inimiga. Precisamos vigiar a nós mesmos — nosso falar, nossas ações e pensamentos — e também guardar a igreja de qualquer fermento espiritual, heresias, doutrinas humanas etc. Todas essas coisas causam grande dano à igreja. Unamo-nos e reedifiquemos os muros!”
( Dong Yu Lan)


Um comentário:

  1. Enqto eles edificavam as más noticias iam chegando.
    Mas Neemias permaneceu firme.
    Temos que permanecer tb diante daquilo que nós chega.

    bjokas =)

    ResponderExcluir