Deus pode tudo ou quase tudo?



“Será que Deus pode fazer qualquer coisa? Se pode, por que Ele permite determinadas situações? Será que Ele gosta de ver-nos sofrer? Por que Deus não me atende?’ Essas perguntas inquietam-nos e manifestam a constante dúvida do homem acerca da soberania de Deus. É espantoso assistir aos assaltos em plena luz do dia, pessoas humildes sendo atingidas por trocas de tiros, acidentes automobilísticos que matam parentes e amigos, além de outros casos sem respostas. Às vezes as circunstâncias são tão inexplicáveis que um vazio angustiante percorre nosso ser. Será que Deus não vai fazer nada?

Algumas aberrações como: consumo de drogas, prostituição infantil, violência policial e desintegração familiar levam-nos a perguntar para onde estamos indo? Mas o o pior é o silêncio dos céus. Afinal, Deus pode tudo ou não? Parece até que a confusão reinante na terra é uma provocação para que Ele apareça ou reaja. Além disso, se formos sinceros, veremos que, no nosso íntimo, uma batalha está sendo travada. De nossa parte, reclamamos a intervenção divina, ainda que reconheçamos que Deus pode, a qualquer momento, mudar toda a situação. Mas e da parte de Deus? O que poderá estar passando?
Sabemos, pela Bíblia, que o desejo de Deus é ser o conteúdo do homem e tudo que Ele fez e faz relaciona-se com esta meta: entrar no homem. Para isso, Ele criou-nos com um espírito e Ele mesmo é o Espírito que dá vida. Se analisarmos essas questões à luz desse princípio, perceberemos que Deus está constantemente querendo entrar no homem. Na realidade. Deus pode mudar a história da Terra, pode decidir sobre quem vai governar, quem será o próximo gerente do seu banco ou quem vencerá a próxima copa do mundo. No entanto, o que Deus não faz sem a sua permissão é entrar em você. Podemos decidir que não permitiremos que Deus entre em nós e pronto! Ele pode até tirar nosso emprego ou, por outro lado, oferecer-nos um excelente salário e um ótimo casamento… Porém, quer motivados pelo aspecto negativo ou pelo positivo, se não invocarmos o nome do Senhor, Deus não pode entrar e, nós. Esse é o ponto crucial de tudo que acontece.

Sem dúvida, Deus deseja o melhor para nós. Para Ele, tudo o que necessitamos é recebê-Lo: ‘Mas, a todos quantos o receberam, deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus; a saber: aos que creem no seu nome’ (João 1:12).”
(Jornal Árvore da Vida)

2 comentários:

  1. Ótimo post, mas chega a ser meio polêmico visto por pessoas que não entendem a palavra de Deus.

    beijos

    http://biologanadavaidosa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Eu acredito no livre arbítrio, fato é que tudo que plantamos vamos colher.
    E se estamos colhendo frutos que não plantamos é pq Deus tem algo para ensinar com determinada situação.
    Dificuldades sempre vão existir tanto para o justo qto para o ímpio, a diferença é a confiança que o justo tem no Senhor.

    bjokas =)

    ResponderExcluir