ESTRELAS NO POÇO ♥




Acredite!
Mesmo no fundo do poço você pode ver estrelas...

Se você, por acaso, cair em um poço durante o dia, olhe para o céu e, em alguns instantes, será capaz de enxergar as estrelas.Você pode não acreditar,mas isso é um fenômeno cientificamente provado. O próprio poço,na sua densa escuridão,fará com que você enxergue além do que é permitido ver à luz do dia.Se você se encontrar em tribulação,em sofrimento,em um poço escuro,olhe para o Senhor Jesus!Você,então,começará a ver o que não via antes;perceberá que há proveito na tribulação,perceberá que,mesmo ocultamente,o Senhor está ali com você.Se o Senhor permitir que você caia em um poço,não se desespere.
Ali você poderá ver as estrelas enquanto aguarda o livramento de Deus."(Editora Árvore da Vida)

O que você procura?

Sinais de crescimento espiritual.



Como podemos saber se crescemos na vida espiritual ou não? O livro de Cântico dos Cânticos de Salomão é um livro que revela, de maneira poética, os diversos estágios do crescimento espiritual na experiência individual de cada cristão que ama e busca o Senhor Jesus. Esse livro mostra, através de diversas figuras de linguagem, como uma moça do campo, alguém com uma personalidade forte, individualista e egoísta pôde ser transformada numa princesa, casar-se e receber o mesmo nome do Rei, tendo uma total identidade com ele e sua obra. Após ser totalmente transformada e atingir o estágio de amadurecimento, ela foi chamada de Sulamita (feminino do nome Salomão em hebraico). Estudando essa personagem, Sulamita, e as descrições feitas sobre ela, podemos descobrir quais foram as mudanças que ocorreram nela e, consequentemente, aplicar à nossa experiência, verificando onde precisamos mudar e o que precisa ocorrer em nós para atingirmos o amadurecimento espiritual.
Entre as mudanças decorrentes do crescimento de vida da moça do campo que foram registradas nesse livro, temos os seios. Há três passagens que falam dos seios, cuja menção visa revelar o crescimento da amada. Uma vez que os registros da Bíblia foram inspirados pelo Espírito Santo, precisamos buscar a revelação e a aplicação dessa palavra para nossa vida. Estudiosos da tipologia bíblica dizem que os seios falam da fé e do amor (cf. 2 Timóteo 1:13; 2:22) Fé e amor, assim como os seios, crescem juntos e, por fim, têm a importante função de nutrir os recém-nascidos. Fé e amor são sinais de nosso crescimento espiritual.

Infantis

Em Cântico dos Cânticos 8:8, Sulamita menciona uma irmãzinha que ainda não tinha seios. Essa irmãzinha representa as pessoas já regeneradas que ainda não manifestam que possuem fé e amor para com Deus e também para com os irmãos. São cristãos, que possuem a vida de Deus, porém ainda são infantis na experiência espiritual. Sulamita, representando os cristãos maduros, demonstrou uma preocupação por aqueles que não crescem em Deus, na vida espiritual, permanecem crianças. Esta foi a mesma preocupação do apóstolo Paulo em relação à igreja em Corinto (1 Coríntios 3:1,2), à igreja em Éfeso (Efésios 4:13,14) e também com os hebreus (Hebreus 5:11-14). Precisamos verificar o quanto manifestamos a fé e o amor em nosso viver. Se ainda somos carnais e nos dividimos de outros filhos de Deus, se estamos agitados e somos levados por todo vento de doutrina ou se somos tardios em ouvir a palavra do Senhor, somos como essa “irmãzinha” – infantis em Cristo. Nossa fé e amor precisam crescer.

Crescidos

Em Cântico dos Cânticos 4:5, ao falar de sua amada, o amado a elogia e diz que seus seios são como duas crias, gêmeas de uma gazela que se apascentam entre os lírios. Isso significa que a fé e o amor dela, representados pelos seios, já se manifestavam, porém ainda eram pequenos como duas crias que precisavam ser cuidadas. Embora nesse estágio, ela representa os cristãos que já não são mais crianças, todavia a fé e o amor deles ainda requerem cuidados e não estão maduros suficientes para suprir outros.

Maduros

A Sulamita, em seu estágio final de amadurecimento, já possui um porte, uma estatura, semelhante à de uma palmeira, e seus seios, aos cachos dela (7:7). A estatura de palmeira representa a estatura de um cristão que atingiu a perfeita varonilidade, à medida da estatura da plenitude de Cristo (Efésios 4:13). Este é o alvo de Deus e também deve ser o alvo de todos aqueles que amam e buscam o Senhor. Ao atingir essa estatura, a fé desse cristão será firme, inabalável e seu amor será algo tão forte a ponto de dar a vida pelos irmãos. Seu desejo era que, assim como ela, todos os irmãos crescessem. Isto mostra que seu amor pelo amado deixou de ser expresso apenas por declarações para ser algo prático e visível.
Por meio da história da amada em Cântico dos Cânticos, somos encorajados a prosseguir, a crescer na fé e no amor, nossos “seios espirituais”. Isto equivale a sermos totalmente conformados à imagem do Filho de Deus (Romanos 8:29). De sua história aprendemos que, se nosso amor pelo Senhor ou pelos irmãos em Cristo ainda é pequeno, é por que nossa fé ainda é pequena; por outro lado, quanto mais fé tivermos, mais amor será manifestado por nós. Não desanimemos! Se uma moça do campo pôde ser transformada em uma Sulamita, se uma criança pôde se tornar uma esposa madura, pronta para nutrir e suprir recém-nascidos, todos nós podemos também ser transformados naqueles que expressam Cristo e edificam outros.

( Dong Yu Lan/ Jornal Árvore da Vida)

Nenhum comentário:

Postar um comentário